Rock (R)Evolution – Parte 6

ROCK (R)EVOLUTION

EPISÓDIO 6:

A GUERRA ORQUESTRADA

Para ler ao som de: Beatles semi-psicodélico, Beach Boys fora da praia

Além de folk rock, o álbum “Rubber Soul”, a nova experimentação dos Beatles, era repleto de cítaras e distorções. Pela primeira vez, o quarteto explorava lírica e musicalmente o “mundo adulto”, amparado pelo produtor George Martin e a melhor tecnologia da época.

Brian Wilson, dos Beach Boys, sentiu-se tanto estimulado quanto desafiado por “Rubber Soul”, e começou a preparar a resposta. Com seu histórico de criador de hits, Wilson conquistara a confiança da gravadora, e, assim, podia concretizar seu desejo de romper padrões, além de manter-se na disputa criativa com os Beatles.

Em 1966, ele satisfez sua grande ambição – ao menos temporariamente. “Pet Sounds” foi logo considerado por críticos o maior álbum pop de todos os tempos. Orquestrações, harmonias vocais intrincadas, arranjos surpreendentes… “Pet Sounds” lançava a música dos Beach Boys um passo à frente de tudo o que fora produzido no rock até aquele momento, dando início formal ao namoro entre o pop e a música clássica.

A mais linda música já escrita, segundo Paul McCartney

Segundo round. Com o álbum “Revolver”, os Beatles propunham uma inovação ainda maior que “Pet Sounds”. Arranjos de cordas, influências indianas, trucagens de gravação, letras lisérgicas… Praticamente tudo o que fosse não-convencional e inesperado cabia em “Revolver”.

A dificuldade de reproduzir ao vivo o som do álbum e de ouvir o que eles próprios tocavam devido ao barulho das fãs levou os Beatles a decidir não mais fazer shows.

Isso, e o caso “Jesus Cristo”.

O que deveria ser apenas uma entrevista sobre a vida doméstica de John Lennon acabou ganhando proporções bíblicas. Lennon falava sobre cultura indiana e religião. Disse que o cristianismo perdera força entre os jovens, e que os Beatles, naquele momento, eram mais populares do que Jesus Cristo. Quatro meses depois, uma revista para adolescentes publicou a frase fora do contexto e de forma impactante. Foi o que bastou para que os estados sulistas americanos se manifestassem contra os Beatles: a Ku Klux Klan ameaçou os músicos de morte; as rádios baniram suas canções e organizaram as “fogueiras-beatle”, em que os fanáticos religiosos podiam queimar os discos da banda mais odiada do mundo.

"Queima eles, Jesus!"

Terceiro round. Após meses de gravação em diversos estúdios, os Beach Boys lançavam o single “Good Vibrations”. Era a ponta do iceberg daquele que viria a ser o álbum mais ambicioso do rock, “Smile”.

Mas sorrir era tudo que Brian Wilson não conseguia nessa época. A complexidade de “Smile” provocava divergências entre os membros da banda. Os executivos da gravadora não acreditavam no potencial de vendas do álbum. Com a pressão e o uso de drogas, Wilson acabou se tornando depressivo e paranóico, e as gravações foram canceladas.

"Ah, eu tô maluco!"

O nocaute viria com o lançamento do próximo álbum dos Beatles, e a revolução global que ele desencadearia.

O show do Sargent Pepper estava começando, e iria ditar a trilha sonora de um Novo Mundo.

No próximo capítulo: O Verão do Amor.

Anúncios

Sobre marcelobeat

Provavelmente o menos geek dos blogueiros, seu computador funciona com carvão e o girar de uma manivela que faz com que o vapor circule por toda a máquina, e sua conexão de internet consiste de um cabo amarrado a uma pipa, papagaio ou pandora. Mas ele se cansou de comprar papel almaço, então resolveu ter um blog. Comprem meu livro! "O SAFÁRI DOMÉSTICO", meu primeiro romance, está à venda pela AGBOOK, no endereço http://www.agbook.com.br/book/44234--O_Safari_Domestico
Esta entrada foi publicada em Música. ligação permanente.

Uma resposta a Rock (R)Evolution – Parte 6

  1. Camille diz:

    bem interessante o post. parabéns pelo blog.
    http://www.justtexts.blogspot.com
    Camille

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s